Mais chuvas e as mesmas desculpas, por Rafael Dantas