Flávio Dino (PCdoB-MA) tem as mãos sujas de sangue, por Rafael Dantas